Urna com as cinzas de Carrie Fisher é uma grande pílula de Prozac

Carrie Fisher sempre se mostrou uma pessoa irreverente, com diversas tiradas e com um humor extremamente marcante. Uma vez, a atriz chegou dizer que gostaria de ter escrito em seu obituário que morreu “asfixiada à luz da lua, enforcada pelo próprio sutiã,” em resposta ao argumento de George Lucas de que no espaço não existe sutiã.

Agora, após o falecimento de Fisher, ficarão na memória os momentos em que atriz encarnou a princesa Leia, tocou o coração dos fãs e as declarações carregadas de humor da atriz. Mas, parece que Carrie ainda tinha uma última pérola preparada. A urna onde encontram as suas cinzas parece ser uma grande pílula de Prozac (remédio anti-depressivo).

Algumas fotos tiradas de seu memorial, que foi privativo para família e amigos, mostram o seu irmão Todd Fisher segurando a urna cuja semelhança com a pílula do remédio é evidente.

Aparentemente, até o nome do remédio consta na pílula

Veja a pílula original:

Após a divulgação das imagens, Todd se manifestou sobre a Urna.

“O objeto favorito da Carrie era uma pílula gigante de Prozac que ela comprou há muitos anos atrás. Uma pílula enorme,” explicou Todd. “Ela amava aquilo, e estava na casa dela, então Billie e eu sentimos que era onde ela gostaria de estar.”

“Não conseguimos encontrar nada apropriado. Carrie teria adorado isso,” ele acrescentou. “Era seu objeto favorito, então é uma ótima maneira de fazê-lo. E agora eles estão juntos, e estarão juntos aqui e no céu, e estamos bem com isso.”

É como diz o ditado, quem é da realeza nunca perde a majestade.