Review | Terra-Média: Sombras da Guerra

A franquia Senhor dos Anéis tem o amor de seu público há muitas e muitas décadas. Com livros icônicos e filmes memoráveis, a franquia ainda não tinha jogos marcantes que pudessem figurar neste panteão. Obviamente, existiam algumas adaptações divertidas e até mesmo os jogos da franquia LEGO que sempre atendem bem ao público. No entanto, a trilogia Senhor dos Anéis pede algo mais denso. Assim, fomos apresentados em 2014 a Terra-Média: Sombras de Mordor, game que trouxe um novo arco passado entre os eventos de O Hobbit e da trilogia Senhor dos Anéis.

Sombras de Mordor foi uma grata surpresa para fãs da franquias como para os fãs de games. Apresentando uma jogabilidade interessante em um lore apaixonante, o game foi muito elogiado. Contando a história de Talion, um patrulheiro do Portão Negro de Gondor, entrada para as terras de Mordor e do espírito élfico Celebrimbor, o game apresentou um lado mais sombrio do universo criado de J.R.R Tolkien.

Agora, Terra-Média: Sombras da Guerra chega com a missão de continuar o arco dos protagonistas e de aprimorar tudo que foi apresentado no primeiro game.

Lá e de volta outra vez

Uma dos maiores atrativos em Sombras da Guerra é a chance de visitar mais uma vez a Terra-Média. Ainda que não possamos visitar alguns lugares célebres como Valfenda ou o Condado, é sempre um deleite poder andar pelas terras que foram cenário de tantas aventuras.

Os cenários estão bem construídos e com uma estética fidedigna do universo de Tolkien. Os gráficos estão semelhantes aos do primeiro game, sem grandes evoluções, o que não chega a ser um demérito, já que o game parece bem bonito na maioria das vezes.

For Frodo!

O combate do game continua interessante e teve um certo refinamento em relação ao primeiro game. Utilizando como base a mesma mecânica introduzida na franquia Arkham, o game adapta bem o estilo para o seu contexto, além de introduzir novos elementos ao sistema.

Contudo, combate nem sempre é a melhor escolha no jogo e Sombras da Guerra demonstra cuidado ao continuar melhorando o modo stealth e favorecendo este em diversas situações.

Orcs Go

Uma das novidades mais interessantes (e viciantes) do game é a possibilidade de criar seu próprio exército Orc. Dessa vez, ao invés de matar os capitães, o jogador pode optar por dominá-lo e inseri-lo em seu exército, de modo que quanto mais orcs capturados, mais forte estará seu poderio.

Além de funcionar muito bem para a narrativa, a mecânica de construção do exército se torna um jogo à parte. Não se surpreenda se ficar mais tempo “recrutando” orcs do que em busca de concluir as missões.

Sabor da vingança

Além da captura dos Orcs, o extremamente elogiado sistema Nemesis continua presente e ainda melhor. Como as mortes do jogador estão inseridas no contexto do game, o sistema Nemesis funciona como uma excelente contra partida para manter tudo dentro da narrativa. Prepare-se para passar raiva ao ter de assistir a promoção do Orc que te matou, e use este ódio para planejar a sua vingança. Poucos prazeres nos games se equivalem ao doce sabor da vingança.

Há que se falar também na grande variedade dada aos inimigos. Os Warchiefs estão bem diversos e ainda mais interessantes, apresentando características únicas e backgrounds próprios. Mais um grande acerto do game.

Repetição

Resultado de imagem para terra media sombras da guerra

Um dos problemas em Sombras da Guerra é a falta de variedade durante as suas missões. Apesar de existirem missões secundárias interessantes, boa parte do jogo pode acabar se limitando a fazer muito da mesma coisa. Isso não chega a prejudicar a experiência, já que o game consegue divertir e a história consegue te motivar a continuar.

Para um universo tão vasto como o criado por Tolkien, algumas coisas a mais poderiam ter sido pensadas.

Conclusão

Resultado de imagem para terra media sombras da guerra

Terra-Média: Sombras da Guerra traz tudo o que o primeiro game foi e com algumas novidades ainda melhores. Apesar de não necessariamente atualizar tudo do primeiro game, ele traz diversos refinamento e algumas mecânicas novas que acrescentam muito ao que foi introduzido em Sombras de Mordor.

Com um mapa vasto, universo apaixonante e muita, muita, coisa para fazer, o game promete horas e horas de jogatinas. Isso sem falar no vício de formar exércitos Orcs.

Deixando o lado técnico de lado, uma das maiores qualidades do game é poder continuar a saga de Talion e Celebrimbor em busca de vingança, coisa que o game faz de maneira muito competente. Trazendo ainda mais elementos conhecido de Senhor dos Anéis, fãs do lore de Tolkien se deliciaram com detalhes e referências.

Seja você um fã de Senhor dos Anéis ou de games, Terra-Média: Sombras da Guerra tem muito a lhe oferecer.

Resultado de imagem para four stars

Terra-Média: Sombras da Guerra será lançado no dia 10 de Outubro.

Comments

comments