Rei Arthur | Cinco adaptações da lenda

Com a estreia marcada de Rei Arthur: A Lenda da Espada, entramos em clima de távola redonda. Já foram feitas diversas versões sobre Arthur nos livros, séries e cinema cada uma delas exaltando um ponto diferente de sua lenda.

Trata-se de uma lenda sobre um líder Britânico que teria protegido a Grã-Bretanha no final do Século V e início do século VI. A história de Arthur é recheada de folclore e, independente de sua existência, foram agregadas à sua história valores de igualdade e lealdade, na relação entre ele e seus cavaleiros da távola redonda, a inclusão da espada lendária, Excalibur, a busca pelo Santo Graal e também magos e bruxas como Merlin e Morgana.

A lenda de Arthur já foi adaptada diversas vezes e de várias maneiras diferentes. O escritor Bernard Cornwell escreveu recentemente a trilogia As Crônicas de Artur, que nos dá uma visão um pouco mais realista desta história. Desta vez quem mostra a sua visão sobre a lenda é o diretor Guy Ritchie que esta a frente do filme que de acordo com o mesmo, irá mostrar um ponto de vista completamente diferente sobre o personagem.

Charlie Hunnam (Sons of Anarchy) é quem dará vida para Arthur nesta versão que irá lutar contra o rei Vortigerno, interpretado por Jude Law (Young pope). Para nos preparar e entender um pouco mais sobre as diversas versões já contadas no cinema anteriormente, nós fizemos uma pequena lista com 05 olhares diferentes sobre a mesma lenda. Existem versões para todos os tipos de pessoas, com diferentes idades e gostos confira.

1- A Espada era a Lei

A Espada era Lei é uma produção da Disney de 1963. Nesta Versão temos a visão da origem humilde de Arthur, que anteriormente vivia nas ruas como um garoto pobre e órfão. Arthur tinha o único desejo de ajudar e seguir seu irmão mais velho Kay, porém um dia se deparou com um feiticeiro que tentava o convencer o quanto ele estava destinado a grandeza.

Apesar de não acreditar muito em Merlin, um dia ao seguir seu irmão em uma viagem para Londres para uma competição, ele descobre que Merlin tinha razão. Nesta versão a parte importante na história de Arthur está na espada excalibur. É uma versão “fofinha” e assim como vários clássicos da Disney contada com comédia e música.

2- Monty Python: Em Busca do Cálice Sagrado

Quem comanda esta versão é o grupo de humor britânico, Monty Python, que conta a busca de Arthur por companheiros para sair em busca do Santo Graal. Como não poderia deixar de ser, a história é contada com muito humor ácido, incluindo algumas críticas sutis à sociedade e à política da época do lançamento do filme. O filme é de 1975 e mostra Arthur e seus cavaleiros em várias situações durante a idade média. Dentro deste longa está o conto do cavaleiro negro, conhecido por proteger o caminho mesmo que isto custe todos os seus membros, “T’is but a scratch!”.

3- As Brumas de Avalon

A série de livros escritos pela escritora norte americana Marion Zimmer em 1979, foi inspiração para um filme feito especialmente para a TV. Transmitido originalmente pela TNT, o filme conta a história toda baseada na magia, mostrando um pouco sobre Avalon. Quem narra a história é Morgana, que nesta versão é meia irmã de Arthur e não é uma bruxa malvada, mas sim uma moça doce e cheia de conflitos, interpretada por Juliana Margulies (The Good wife), que é direcionada por Viviane (Angélica Houston) para se tornar a senhora da magia e protetora de Avalon, a terra além das Brumas. A adaptação do livro foi lançada em 2001 e para quem decidir se aventurar a vê-lo se prepare, pois, o filme é bastante longo.

4- Lancelot – O Primeiro Cavaleiro

Como é visto no próprio título, o personagem principal desta versão é o melhor amigo de Arthur. Lancelot é interpretado por Richard Gere e Arthur é ninguém menos do que Sean Conery. Esta versão foi lançada nos cinemas em 1995 e é um romance entre Lancelot e Guinevere (Julia Ormond), moça que está prometida para o próprio rei Arthur.

Este triângulo amoroso também foi abordado em outras adaptações da obra, mas neste caso é a história central. De acordo com os críticos este filme é bem fraco apesar de ter um elenco invejável. Mas fica aí a dica para quem estiver disposto a fazer sua própria avaliação.

5- Rei Arthur

Outra versão que, conforme os críticos, deixou um pouco a desejar. Este longa tem Clive Owen como Arthur e retrata de maneira mais real a defesa de Arthur e seus cavaleiros.

Além de Clive, o elenco tem a participação de Keira Knigtley, Mads Mikkelsen, Stephen Diilane, Ioan Gruffud e outras estrelas bastante conhecidas.  O filme foi lançado em 2004 e foi produzido por Jerry Bruckheimer.

Existem algumas comparações do filme em relação a obra de Cornwell, já que ela tenta deixar a lenda o mais próximo possível da história. Por ser um típico “Blockbuster”, o filme tem cenas com bastante ação e nos mostra um Arthur repleto de valores que contrariam até mesmo a vontade daqueles a quem deveria servir.

Comments

comments