Marion Cotillard comenta polêmica cena de morte em O Cavaleiro das Trevas Ressurge

Marion Cotillard (A Origem, Assassin’s Creed, Piaf) já recebeu diversos prêmios de grande prestígio na indústria do cinema, incluindo o Globo de Ouro e o Oscar por seu trabalho em Piaf. Contudo, sempre que alguém menciona seu trabalho em O Cavaleiro das Trevas Ressurge, é inevitável falar sobre a constrangedora cena de morte de sua personagem.

Enquanto promove seu novo filme, Allied, Cotillard comentou a resposta negativa que a cena recebeu.

“Estamos todos no mesmo barco, e se algo foge do controle, então todos estão envolvidos,” disse Cotillard ao Allocine. “Às vezes existem falhas que quando você vê na tela você pensa: ‘Por quê? Por quê eles deixaram essa tomada?’ Mas ou você culpa todo mundo ou ninguém. Mas eu acho que as pessoas reagiram de maneira desproporcional, porque é complicado ser julgada apenas por esta cena. Quando estou fazendo o meu melhor para entregar autenticidade em cada personagem que interpreto, é difícil ser conhecida apenas por esta cena.”

Então, um clipe é mostrado para a atriz em um programa de TV francês, onde ela participou de uma batalha de rap em que seu oponente a provoca dizendo “A única coisa pior que seu rap foi sua morte em Batman.” Com um sorriso constrangido ela não encontra o que responder além de lamentar.

“Sim, é importante saber rir disso, e além do mais, existem coisas piores na vida,” continuou. “Mesmo que existam coisas que possam magoá-la. Mas eu não me deixei afetar por isso. Eu só achei que a reação foi desproporcional e ajuda as pessoas a rirem disso.”

Marion Cotillard é uma atriz incrivelmente talentosa que já entregou performances incríveis. Julgá-la apenas pela morte em O Cavaleiro das Trevas Ressurge seria injusto. No entanto, não se pode negar que este não foi seu melhor momento, ou o segundo melhor.

Comments

comments