Mad Men | Roterista acusa criador da série de assédio sexual

Em meio ao mar de denúncias sobre assédio sexual que tem tomado as manchetes de sites, jornais e revistas nos últimos dias, surge mais uma acusação. Desta vez, o acusado é o criador da série Mad Men, Mathew Weiner.

A acusação foi feita por Kate Gordon, uma das roteiristas da série. Gordon conta que em um certo momento, enquanto trabalhava com Weiner, ele fez um comentário como se a estivesse cobrando por algo, insistindo que ela tinha uma dívida com ele e que ela deveria se mostrar nua para ele.

Kate disse que se sentiu bastante humilhada e que hoje se arrepende de não ter tomado atitudes imediatas, mas que não comentou do caso com mais ninguém pois temia perder o seu emprego. Um ano depois do assédio, ela foi vencedora de um Emmy, mas mesmo com o prêmio abandonou a série em sua terceira temporada sem dar maiores detalhes sobre sua saída.

“Quando ele passou do limite eu sabia que ele estava errado, mas eu não sabia quais eram minhas opções.”

 Kate declarou que um dos motivos pelo qual ela teve coragem de expor o caso, foram as acusações de assédio feitas  contra Harvey Weinsten. A roteirista alega que devido ao assédio passou a ter dificuldades para escrever e que mesmo após ganhar um Emmy e se retirar da equipe de Weiner, ainda se sentia presa por ter que estar sempre respondendo às várias especulações por ter deixado a série. Atualmente ela criou uma instituição para cuidar de vítimas de assédio na California.

Comments

comments