Game of Thrones | Engenheiro desenvolve inteligência artificial para escrever o sexto livro com base nos livros anteriores

Como sempre, a humanidade dá seu jeito!

Frustrado com o longo atraso do lançamento de Os Ventos de Inverno, sexto livro d’As Crônicas de Gelo e Fogo, um engenheiro de softwares chamado Zack Thoutt arranjou uma solução pouco convencional e que, para variar, não é xingar George R.R. Martin por sua escrita lenta.

Por mais que os atrasos de Os Ventos do Inverno, próximo livro de As Crônicas de Gelo e Fogo, já fossem esperados, é difícil lidar com a ansiedade de saber o que acontece no universo criado por George R. R. Martin, mas sim criar uma inteligência artificial para analisar os livros já escritos e criar uma versão própria de Os Ventos de Inverno.

A Rede Neural Recorrente já escreveu cinco capítulos, que estão disponíveis no GitHub , onde ela escreveu situações como Daenerys sendo envenenada por Lorde Varys, Jaime Lannister assassinando a própria irmã, além de criar seus próprios personagens, como o chamado Barba Verde.

Em entrevista ao Motherboard, Thoutt falou sobre o seu projeto:

“Sou um grande fã de Game of Thrones, tanto dos livros quanto a série. Eu já tinha trabalhado com Redes Neurais Recorrentes em aulas e pensei em dar uma chance para unir a minha paixão e trabalhar com os livros.”

Atualmente, Thoutt trabalha para melhorar a “memória” da rede neural, e fazer com que ela leve em consideração eventos dos livros anteriores, como personagens que já morreram.

Obviamente, nada que seja criado pela rede neural será considerada canônica no universo de George R.R. Martin. Contudo, esta é uma das maneiras mais inventivas de se lamentar a demora do lançamento do novo livro que já vimos.

Comments

comments