Doutor Estranho | Marvel explica porque Barão Mordo não será um vilão

Doutor Estranho está chegando e trazendo algumas alterações em relação ao seu material fonte. Duas das maiores mudanças que o filme terá em relação aos quadrinhos estão no Ancião (Tilda Swinton) e no Barão Mordo (Chiwetel Ejiofor). O Ancião que era um velho tibetano agora será uma mulher ocidental.

Já com o Barão Mordo, as mudanças serão ainda mais extensas – especialmente em termos da origem e no desenvolvimento do personagem. A equipe já deixou claro em entrevistas que a versão de Karl Mordo é alguém que eles querem que seja menos arqui-inimigo e mais complexo do que o vilão dos quadrinhos.

“Ele está diferente neste filme. Ele é um defensor de Strange no começo do filme. O Ancião não vê pontencial em Steven como Mordo vê. Mordo é aquele que conversa com o ancião para que o ensine. Neste filme, ele será um parceiro e mentor do Doutor Estranho. Isso era algo que queríamos fazer diferente dos quadrinhos porque… Tem algumas coisas que são óbvias demais para a audiência moderna. O rival invejosos chamado Barão Von Mordo, que se vira contra ele ao mostrar sinais de talento? Não queríamos isso,” disse Kevin Feige ao Comicbook.

 O diretor Scott Derrickson acrescentou que a criação desta versão desapegada de sua versão dos quadrinhos foi importante já que “O personagem era só o arqui-inimigo  desde a sua origem. Mesmo lendo toda a história do Doutor Estranho, e eu li tudo… Era um personagem muito difícil de se adaptar por conta de sua unidimensionalidade… Eu senti que deveríamos começar estabelecendo quem ele é antes de torná-lo um arqui-inimigo como nos quadrinhos. E é o que estamos fazendo no filme. Estamos construindo uma fundação para entendermos quem ele era antes de se tornar quem o conhecemos.”

Obviamente, este é um desafio que requer um ator que esteja preparado para interpretar o personagem em toda sua complexidade e foi esta a razão da escalação de Chiwetel, segundo Feige, “porque queríamos alguém que possua uma autenticidade inacreditável na entrega das falas mais loucas e complexas.”

 

Comments

comments