Cedo ou tarde a Marvel vai retomar os direitos de nossos personagens, afirma Stan Lee

Quando a Marvel Entertainment quase foi à falência na década de 90, eles foram forçados a vender os direitos cinematográficos de muitos dos seus super-heróis mais icônicos. Desde então, eles recuperaram alguns deles que acabaram não sendo bem aproveitados e/ou não obtiveram o sucesso esperado em outros estúdios. Contudo, os X-Men e o Quarteto Fantástico permanecem fora dos limites para eles. A 20th Century Fox possui as duas franquias e, enquanto o presidente da Marvel Studios, Kevin Feige, já tenha dito no passado que seus personagens poderiam entrar no MCU, ainda parece improvável a médio prazo.

Bem, não de acordo com Stan Lee! Durante uma aparição recente no Wizard World Nashville, o criador de quadrinhos revelou que ele acredita que Marvel está trabalhando atualmente para recuperar os direitos sobre esses.

Mais cedo ou mais tarde, eles retomarão os direitos para todos os nossos personagens“, promete Lee. “Eles (Marvel Studios) estão trabalhando nisso, e eles (Fox) ainda estão fazendo filmes e outras coisas do X-Men. Mas não se preocupe com isso. Você obterá mais super-heróis da Marvel do que você terá tempo de acompanhar nos próximos anos

É importante, entretanto, deixar claro que a Lee não tem qualquer envolvimento nas operações diárias da Marvel, então esta é provavelmente apenas uma especulação. Por outro lado, ele dificilmente falaria algo do tipo se já não tivesse, no mínimo, alguma conversa ou tenha recebido alguma promessa de alguém importante, como Kevin Feige, por exemplo.

Algumas coisas ficaram, de fato, ambíguas ou pelo menos deixaram o público intrigado nos últimos anos, com Marvel usando personagens como os Skrulls e Ego, o Planeta Vivo no UCM e com Deadpool mostrando o que parecia ser um Helicarrier (ou Aeroporta-aviões) da S.H.I.E.L.D. Dessa forma, coisas estranhas estão acontecendo, o que indica que pequenos acordos tem sido feitos (que poderiam levar a um maior).

Mas é sempre bom ficar com o pé atrás em notícias como essa. Desde que o UCM começou a se consolidar, ou pelo menos depois do absurdo sucesso do primeiro filme dos Vingadores, que notícias como essa vira e mexe surgem. É claro que os fãs de quadrinhos desejam ver todos os seus heróis favoritos se encontrando, se esbarrando por acaso ou lutando lado a lado, de fato. Porém, antes de qualquer coisa, estamos falando de negócios que envolvem milhões de dólares. Ninguém joga pra perder nesse mundo do cinema. Nenhuma aposta é feita sem muito ponderar os possíveis lucros.

Dessa forma, é melhor tratar a declaração de Stan Lee, pelo menos a médio prazo, como apenas um desejo ou sonho da lenda dos quadrinhos do que algo factível. Talvez, daqui uns 20 anos, quando talvez Lee já tenha nos deixado (lembrando que ele fará 95 anos em 2017!), os estúdios resolvam fazer uma homenagem a ele e com enorme esforço financeiro e muita boa vontade, tragam seu sonho à realidade, ao mesmo tempo em que realizam o sonho dos fãs também. Por consequência, o filme (ou série, ou algo que ainda não sabemos que existirá!) fará muito sucesso, dando muito lucro pra todo mundo envolvido, e, assim, a tal ‘fase’ dos super-heróis não passe (ou pelo menos, retorne). Sonhar não custa nada…

Comments

comments