Atriz de Smallville é acusada de liderar culto que escraviza mulheres

Segundo o jornal Daily Mail, a atriz canadense Allison Mack, conhecida por interpretar Chloe Sullivan na série Smallville, é a segunda maior liderança de uma organização secreta que funciona como um culto que recruta mulheres para torná-las escravas sexuais.

A primeira notícia que revelou o grupo foi publicada pelo The New York Times. Na época, o jornal informou que uma sociedade secreta chamada DOS mantém mulheres sob controle com uma dieta extremamente rigorosa (passar fome por 12 horas), marcando seus corpos e punindo-as com violência física caso não recrutem outras mulheres.

O DOS é uma cúpula formada por membros de elite de outro grupo, o NXIVM. O NXIVM é conhecido por oferecer supostas aulas de autoajuda. O escândalo foi revelado através de antigos membros que contaram ao jornal como funciona o culto que se dedica a seguir os ensinamentos do fundador Keith Rainere.

Os membros precisam entregar no início de cada mês um material que será usado contra eles caso exponham o grupo ou decidam sair. O material em questão consiste em vídeos confessando crimes, informações de cartões de crédito e fotos sem roupa. Todo o material é reunido em uma pasta do Dropbox. A imagem abaixo mostra que a atriz Allison Mack era a dona da pasta:

De acordo com o ex-porta voz do culto, os castigos físicos teriam sido introduzidos por Allison. Na cerimônia de iniciação, as mulheres recrutadas ficam nuas e então são marcadas  com as iniciais de Rainere (o líder do culto) e de Allison Mack, servindo como escravas sexuais no harém do líder.

A fonte alega que Allison Mack é apaixonada pelo líder do culto, Keith Rainere, e que ela sente ciúmes quando o empresário tem relações com as mulheres escravizadas.

O  jornal Daily Mail diz que tentou contato com Allison Mack, mas não obteve retorno.

Comments

comments